Tratamento para papada

O aumento da procura por procedimentos não invasivos trouxe também o desenvolvimento de tecnologias para a resolução deste problema de maneira não cirúrgica. Mas dentre tantas opções, como é feita a escolha do tratamento? Será que qualquer tratamento serve para qualquer papada?

Claro que não. Há dois componentes principais que devem ser analisados: a GORDURA e a FLACIDEZ E EXCESSO DE PELE. Quando há muita gordura acumulada, procedimentos bem específicos podem reduzir em até 30% a gordura local em uma única sessão. O Coolsculpting Mini é um exemplo deste tipo de tratamento. Já quando se trata de excesso de pele, pode-se utilizar tecnologias que estimulam a produção de colágeno e causam um efeito de retração da pele – além de também agir na gordura, como por exemplo o Thermi ou o Ultraformer.

O paciente deve ser avaliado e o tratamento também deve ser individualizado. Por vezes, mais de um tratamento é necessário para atingir o objetivo final. A vantagem é que a maioria dos procedimentos são realizados em consultório e não exigem mudanças importantes na vida do paciente, que sai da clínica e retorna às suas atividades normais.