Você conhece a pele?

111 visualizações
Você conhece a pele?

Você conhece a pele?

Conheça a pele

A pele é formada por três camadas bem unidas, epiderme, derme e hipoderme. Todas são importantes para o corpo, e cada uma tem características e funções diferentes. Saiba mais sobre elas:

 

Epiderme

É a camada mais externa da pele, aquela que você pode ver a olho nu. A principal função da epiderme é formar uma barreira protetora do corpo, protegendo contra danos externos e dificultando a saída de água (do organismo) e a entrada de substâncias e de micróbios no organismo. Na epiderme estão os melanócitos, as células que produzem melanina, o pigmento que dá cor à pele. A epiderme também origina os anexos da pele: unhas, pelos, glândulas sudoríparas e glândulas sebáceas.

 

Derme

É a camada intermediária da pele, formada por fibras de colágeno, elastina e gel coloidal, que (conferem) dão tonicidade, elasticidade e equilíbrio à pele, e por grande quantidade de vasos sanguíneos e terminações nervosas. Essas terminações nervosas recebem os estímulos do meio ambiente e os transmitem ao cérebro, através dos nervos. Estes estímulos são traduzidos em sensações, como dor, frio, calor, pressão, vibração, cócegas e prazer. É na derme que estão localizados os folículos pilosos, os nervos sensitivos, as glândulas sebáceas, responsáveis pela produção de sebo, e as glândulas sudoríparas, responsáveis pelo suor.

 

Hipoderme

É a terceira e última camada da pele, formada basicamente por células de gordura. Sendo assim, sua espessura é bastante variável, conforme a constituição física de cada pessoa. Ela apóia e une a epiderme e a derme ao resto do seu corpo. Além disso, a hipoderme mantém a temperatura do seu corpo e acumula energia para o desempenho das funções biológicas.

 

Tipos de pele

 

Normal

A pele normal tem textura saudável e aveludada, produzindo gordura em quantidade adequada, sem excesso de brilho ou ressecamento. Geralmente, a pele normal apresenta poros pequenos e pouco visíveis.

 

Seca

A perda de água em excesso caracteriza a pele seca, que normalmente tem poros poucos visíveis, pouca luminosidade e é mais propensa à descamação e vermelhidão. Também pode apresentar maior tendência ao aparecimento de pequenas linhas e fissuras. A pele seca pode ser causada por fatores genéticos ou hormonais, como menopausa e problemas na tireoide, e também por condições ambientais, como o tempo frio e seco, o vento e a radiação ultravioleta. Banhos demorados e com água quente, podem provocar ou contribuir para o ressecamento da pele.

 

Oleosa

Tem aspecto mais brilhante e espesso, por causa da produção de sebo maior do que o normal. Além da herança genética, contribuem para a oleosidade da pele os fatores hormonais, o excesso de sol, o estresse e uma dieta rica em alimentos com alto teor de gordura. A pele oleosa apresenta poros dilatados e maior tendência à formação de acne, de cravos e de espinhas.

 

Mista

É o tipo de pele mais frequente. Apresenta aspecto oleoso e poros dilatados na “zona T” (testa, nariz e queixo), podendo apresentar acne nesta região e seco nas bochechas e extremidades.

 

Fonte: SBD - Sociedade Brasileira de Dermatologia




Novidades relacionadas

Radiofrequência microagulhada como opção para tratamento de estrias

Radiofrequência microagulhada como opção para tratamento de estrias....

Leia mais

Por uma pele mais saudável

CONSCIENTIZE-SE. Crescem tratamentos e acesso a terapias estéticas, internet está cheia de ofertas milagrosas, mas cuidado, procedimentos devem ser realizados apenas por médicos....

Leia mais

Verrugas - o que são, causas e tratamentos.

Verrugas são lesões cutâneas causadas por tipos de papilomavírus, que são vírus amplamente distribuídos em animais e humanos. Podem ocorrer após contato direto com pessoas portadoras ou indiretamente através de superfícies ou objetos contaminados....

Leia mais


Novidades nas categorias



Novidades nos meses

(3)Julho de 2018

(2)Junho de 2018

(2)Abril de 2018

(3)Fevereiro de 2018

(2)Janeiro de 2018

(1)Dezembro de 2017

(4)Novembro de 2017

(4)Outubro de 2017

(3)Setembro de 2017

(5)Agosto de 2017

(2)Julho de 2017

(5)Abril de 2017

(9)Fevereiro de 2017

(4)Janeiro de 2017

(2)Novembro de 2016

(3)Setembro de 2016

(2)Julho de 2016

(12)Junho de 2016

(15)Maio de 2016

(1)Abril de 2016

(1)Março de 2016

(2)Fevereiro de 2016

(1)Janeiro de 2016

(11)Novembro de 2015

(8)Outubro de 2015

(2)Setembro de 2015

(6)Agosto de 2015

(12)Julho de 2015

(6)Junho de 2015

(1)Abril de 2015

(1)Janeiro de 2015

(1)Dezembro de 2014

(1)Novembro de 2014

(2)Novembro de 2013